Guarapuava preserva o seu passado

Livro de Mauro Biazzi vai relembrar a história da cidade

A foto acima vai ser usada na capa do livro

Amparado em Tolstoi, mas sem tamanha pretensão, o escritor diz que deseja cantar a sua aldeia, Guarapuava, para ser universal.
Autor de outros livros, quase sempre trazendo no título o nome da cidade que o acolheu há quase 60 anos, o jornalista pé-vermelho de nascença,  de Bom Sucesso, conta que buscou nas lembranças o mote para rascunhar crônicas, que agora serão publicadas em seu novo livro, “Era uma vez…em Guarapuava”.
Embarcado numa imaginária máquina do tempo, ele nos levará a revisitar fatos, pessoas, lugares e curiosidades da bicentenária Guarapuava.
Escrevendo há quase 2 anos e meio, o autor buscou os fatos no fundo de sua memória. E agora recupera a cidade dos anos 1960 pra cá.
Ele diz que o livro é uma espécie de Macondo, do livro “Cem anos de Solidão”, de Gabriel Garcia Marquez: “Mas habitada por seres reais e algumas famílias Buendía, Guarapuava é o palco de personagens que povoam as crônicas com elementos ricos de detalhes, acontecimentos bizarros, lugares que observaram sua caminhada em todos esses anos, com passagens inesquecíveis para um menino de 10 anos, idade com que chegou na cidade”.
Publicado no Facebook, no grupo de mesmo nome do título do futuro livro, “Era uma vez…em Guarapuava”  desnuda a trajetória do autor, em revelações pessoais, confissões, estripulias de menino, ritos de passagem, amigos e feitos que recheiam de saudades o novo trabalho.
Era uma vez…em Guarapuava, em fase de edição, será publicado em junho, mesmo mês de seu provável lançamento. É importante conferir a viagem saudosista que o livro vai trazer.

.

.

Grupos de memória da cidade no Facebook

.

Conheça três grupos interessantes, que estão ajudando a contar a história de Guarapuava, uma das grandes cidades do interior do Paraná. O jornalista Mauro Biazzi foi o criador do grupo “Era uma vez… Em Guarapuava”. Clique aqui para conhecer.    E ao abrir clique em “participar do grupo” para receber atualizações. Conheça também o grupo “Memória Arquitetônica de Guarapuava” clicando aqui. 

Conheça.

.

A página “Guarapuava Histórica” já tem 41 mil seguidores, realizando um excelente trabalho. O criador foi Roni Sandrin de Moraes, que começou a página por ter grande interesse pela história da cidade. Clique aqui para ver. Ao abrir clique em curtir para receber atualizações.

.

O terceiro é o grupo “Guarapuava Memória” deste portal, também com a proposta de reunir fotos de famílias sobre o passado da cidade, antes que estas imagens se percam.  Este grupo também permite a publicação de fotos atuais sobre Guarapuava. Clique aqui.  E ao abrir, clique em “participar do grupo” para receber atualizações.

.

.

Conheça também muitos grupos interessantes sobre a história do Paraná. Clique aqui para abrir a lista com os acessos. 

.

..

E veja abaixo algumas imagens já postadas nos grupos de memória da cidade. Se tiver mais informações para adicionar sobre as fotos, escreva nos grupos citados acima, ou no espaço de comentários desta página.

.

.

.

.

.

.

.

 

.

.

.

.

.

.

.

.

Comments

comments

Shares