O antigo “Jornal da Manchete”

 

Eliakim Araújo+  e Leila Cordeiro, conhecidos como o “casal 20” da Manchete.

.

A Rede Manchete foi lançada em 1983 pelo empresário Adolpho Bloch, que era editor da tradicional revista Manchete. O slogan era “Rede Manchete: Televisão de Primeira Classe”, indicando a busca pelo segmento A e B. Documentários, jornalismo, séries importadas, esportes e bons programas marcaram a fase inicial.

Carlos Bianchini e Ronaldo Rosas, que eram impecáveis na apresentação, representavam o novo estilo da televisão e simbolizavam a Manchete. A programação era uma boa opção ao modelo popularesco da Rede Globo. Mais tarde a apresentação passou para o casal Eliakim Araújo e Leila Cordeiro.

A resposta comercial não foi a esperada e a nova rede de televisão passou a enfrentar problemas financeiros. Com crises sucessivas e algumas tentativas de venda, em 1999 a rede finalmente mudou de proprietário e de nome: Virou a RedeTV

 

Edição integral do dia 24 de março de 1990 sobre o lançamento do fracassado “Plano Collor”

 

Abertura do Jornal da Manchete em 1985, com os apresentadores Carlos Bianchini e Ronaldo Rosas.

 

Saiba mais sobre estes dois âncoras e sobre a extinta rede clicando aqui.

 

E clique aqui para conhecer o grupo “Memória da Televisão Brasileira” no Facebook, criado por este portal.

 

Carlos Bianchini

 

Ronaldo Rosas

.

.

Anúncio de estréia da Rede Manchete em 1983.

.

.

,

.

 

 

.

Comments

comments

Shares