Idealizador do trem turístico da Serra do Mar agora é cidadão benemérito do Paraná

 

A Assembleia Legislativa do Paraná homenageou o empresário Adonai Aires de Arruda pelo destaque na área de turismo, asseio e conservação e várias outras iniciativas. O título de Cidadão Benemérito do Paraná foi proposto pelo estadual deputado Anibelli Neto.

 

 

 

 

História de Empreendedorismo.

 

O empresário Adonai Aires de Arruda nasceu em Quatiguá, no Norte Velho Paranaense. O pai, Almir Aires de Arruda, e a mãe Nair Kalckmann de Arruda, eram diretores e professores de escola normal. E por isso deixaram Curitiba, e se mudaram algumas vezes de cidade pelo interior do Paraná. Mas voltaram a morar em Curitiba no ano de 1954, no Bairro de Santa Felicidade. A colônia italiana era um local tranquilo, com produção de uva e vinho, mantendo as tradições dos  imigrantes. E foi onde Adonai passou a infância. A vocação empreendedora veio do exemplo dos pais.

Adonai Aires de Arruda cursou Medicina Veterinária na Universidade Federal do Paraná. E a primeira experiência como empreendedor, foi com a criação do curso preparatório ao vestibular, Max Planck, em Curitiba. Mas logo após o casamento, com Ione Mári da Veiga Arruda, Adonai foi para Maringá, trabalhar como veterinário na empresa holandesa Provimi S/A.

Logo depois, um convite da Pfizer o levou para Rio de Janeiro em 1973. Já ele se tornou gerente, com menos de 30 anos de idade, e assumiu a filial carioca, que também atendia a outros estados.

Três anos depois, um outro convite levou Adonai à gerência do laboratório nacional Brávet, que estava nascendo. Neste novo cargo ele começou a trabalhar na área comercial e de marketing.

Em 1980 foi convidado por outra empresa com sede no Rio, a Coveli, para assumir a divisão de agropecuária, e depois a gerência da empresa no Brasil e na América Latina.

Após um período de três anos nesta atividade, o pai pediu que Adonai voltasse à Curitiba, para ajudar em uma empresa de serviços, que tinha criado. E mais adiante, com o desdobramento desta empresa de segurança, iniciada pelo pai, nasceu a Higiserv.  A área administrativa e financeira foi dirigida pela esposa de Adonai, Ione Mári da Veiga Arruda.

A empresa se transformou em uma holding, agregando outros negócios. E se tornou a maior prestadora de serviços para bancos do sul do país.  E também uma das grandes empregadoras do estado do Paraná.

No trabalho associativista, Adonai Aires de Arruda articulou uma entidade para representar o setor de asseio e conservação. Foi no início dos anos 1990, com a criação da Associação Paranaense das Empresas Prestadoras de Serviços, que ele presidiu.

E no ano de 1996 foi eleito presidente do SEAC, Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação, que dirigiu por 25 anos seguidos.

No ano 2.000, como Presidente da Febrac , Federação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços de Limpeza e Conservação, Adonai integrou esta entidade à World Federation Business Services Contractors, durante o Congresso Mundial na Austrália. E passou a integrar a diretoria, sendo eleito para o período 2.010/2012 como Presidente, e trazendo o Congresso Mundial do setor para Curitiba .

Mais tarde, diante de uma dificuldade intercontinental na federação, Adonai voltou a assumir interinamente a presidência, entre 2.018 e 2.019. Foi quando a Federação se mudou de Londres para Chicago. Com a dissidência entre alguns países afiliados, nasceu a “World Federation of Facility Services Contractors” onde Adonai foi o primeiro presidente, permanecendo até 2021. E segue colaborando até hoje com esta entidade mundial como diretor financeiro.

Um projeto inovador, e de grandes resultados na área social, foi a criação da FACOP, Fundação de Asseio e Conservação do Paraná. É um modelo pioneiro e único, em que patrões e empregados são sócios. O Seac, Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação, se uniu ao Siemaco, Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação do Paraná, sendo os dois mantenedores da fundação. O objetivo foi fortalecer o setor através da qualificação, empregabilidade, saúde e segurança do trabalhador.

Com isso foi criado o primeiro Serviço Especializado em Segurança e Saúde no Trabalho Coletivo do Paraná, exclusivo do setor de asseio e conservação, e mantido pela Facop. O objetivo foi garantir a saúde dos profissionais do setor.

O principal trabalho do Centro de Educação Profissional Professora Nahyr Kalckmann de Arruda é a formação de mão de obra qualificada, através do ensino presencial e à distância. A grande sede própria da Facop, no município de Almirante Tamandaré, tem 6.400 metros de área construída.

As alunas não pagam pelo aprendizado, e cerca de 70 mil já foram certificadas profissionalmente pela Fundação. Os cursos dão qualificação para mulheres de baixa renda, mudando a vida das participantes.

A Facop também atende a empresas, com a realização de treinamentos qualificados de profissionais para o asseio e conservação.

Com estes resultados, a FACOP ganhou o prêmio “Práticas Inovadoras em Educação” do Sinepe, Sindicato das Escolas Particulares do Paraná.

A inovação mais recente foi a criação da área de Educação à Distância para a capacitação em empresas nacionais e internacionais. Os cursos deste sistema de educação já são exportados para o México e Portugal. E logo estarão em muitos outros países.

Outra iniciativa mais recente foi a criação do Museu da Limpeza, que está em construção. É um centro de preservação histórica e de ensino especializado sobre a manutenção de museus, incluindo também a produção de cursos à distância.

É o primeiro Museu da Limpeza Profissional , que conta a história desta atividade no Brasil. E o primeiro museu escola do mundo, na área de limpeza especializada para museus. A sede está em construção, e vai ser aberta à visitação pública no Centro Histórico de Curitiba.

Depois de várias décadas de trabalho, Adonai Aires de Arruda vendeu a empresa HigiServ, e vai se dedicar a área turística de seu grupo.  Ele entrou no turismo após o fim da Rede Ferroviária Federal em 1996. Na época houve uma licitação para a utilização de trechos de ferrovias. Inicialmente foi criado um consórcio, que foi o grupo vencedor para assumir o trecho turístico entre Curitiba e o Litoral. Mais tarde a empresa Serra Verde Express, criada por Adonai, comprou as partes dos sócios, e assumiu a gestão integral dos trens turísticos na Ferrovia Curitiba – Paranaguá.

Com a profissionalização no turismo, a Serra Verde Express tornou-se a maior operadora de serviços de receptivo em Curitiba e Litoral Paranaense, com várias atividades na área, e com a criação da BWT, Operadora de Turismo. Esta empresa turística hoje tem filial em Los Angeles, Manaus e São Paulo.

E já está funcionando também o passeio do Trem Republicano em Itú, no estado de São Paulo. E o projeto do trem turístico entre Curitiba e o Parque de Vila Velha, está em andamento.

Hoje o que também entusiasma Adonai Aires de Arruda, é a expansão com restaurantes, pousadas de qualidade e a construção de um resort em Morretes.

A mais recente atividade de Adonai surgiu de um convite da República Dominicana, para ser consul honorário. O país é o segundo maior da região do Caribe, com 1610 km de litoral, e belas praias.  O turismo é a grande vocação, com muitos resorts, hotéis e opções de atividades esportivas e recreação.

Agora Adonai Aires de arruda inicia também mais uma fase profissional, com prioridade para as empresas de turismo do grupo,  e na Facop, Fundação de Asseio e Conservação do Paraná.

E também na empresa “3 A Mentoria”, onde vai prosseguir como Relações Públicas e institucionais na Higiserv – Verzani ,  representações nas empresas ASSERTIF, APOIAR,e ZIGNE. E mentoria para entidades associativas e sindicais.

Na atividade de palestrante, Adonai fala sobre temas como “Gente não tem preço. Gente tem valor” e o “Efeito funerária no mundo das vendas”.

 

 

Vídeo histórico sobre Adonai Aires de Arruda produzido para a homenagem na Assembléia Legislativa.

 

 

 

 

 

 

 

Comments

comments

Shares